Purgatório: maior sofrimento ou maior caridade?

Síntese do Curso

Partindo da premissa que o purgatório precisa de um “purgatório”, o presente curso pretende debater e analisar a doutrina sobre o purgatório do ponto de vista histórico, filosófico e teológico, com uma boa dose de apologética. De um lado, rebatendo as críticas em relação à existência e à natureza do purgatório e, de outro, colocando o devido realce sobre este dogma de fé. 

Na realidade, a teologia do purgatório contém uma síntese de muitas outras doutrinas acolhidas pela Igreja Católica, como a questão dos novíssimos, a justificação, a necessidade da santificação, a satisfação, a penitência e o próprio papel da Virgem Maria na obra da salvação.

Por fim, retorna-se à questão central: As almas do purgatório padecem do maior sofrimento ou da maior caridade? Ou os dois? O certo é que elas necessitam de nossas orações. E isso tem mais repercussão do que imaginamos… 

Padre Felipe de Azevedo Ramos, EP Padre Felipe de Azevedo Ramos, EP

Pe. Felipe de Azevedo Ramos, EP, é formado em Teologia e Doutor em Filosofia pela Pontificia Università San Tommaso d’Aquino (Angelicum-Roma). Sua tese de doutorado obteve nota máxima e o reconhecimento de dois prêmios internacionais. Possui também pós-gradução em Estudos Medievais com o Diplôme Européen d’Études Médiévales (DEEM-FIDEM). É editor da revista Lumen Veritatis, tradutor e professor no Instituto Filosófico Aristotélico-Tomista. Publicou mais de uma centena de textos em revistas no Brasil e no exterior.

Aulas do curso